Entrevista: Massimo Morello

01 Maio 2018
Adicionar a favoritos

MassimoMorello ManuelManso

Photo: Manuel Manso

Session.Master da marca australiana Kevin.Murphy, esteve em Lisboa para uma apresentação aos cabeleireiros nacionais e o CabelosOnline aproveitou para trocar algumas palavras com Massimo Morello.

Como é que se iniciou no mundo do cabeleireiro?
Sou a 3ª geração de uma família de cabeleireiros italianos.

Sentiu que ser cabeleireiro era um talento natural, uma verdadeira paixão?
É uma paixão verdadeira, sem dúvida. Quanto ao talento, as outras pessoas é que têm de avaliar. Eu, pessoalmente, tenho de dizer que nunca estou satisfeito com o meu trabalho a 100%. Estou sempre à procura de algo mais e penso que isso tem sido uma grande ajuda na minha carreira, porque nunca paro de duvidar de mim e acho que isso me impulsiona até ao limite.

O que o fez dar esse grande passo desde Itália até à Austrália?
Foi por várias razões juntas. Naquele tempo, estava a trabalhar muito nos meus salões. Acordava ainda era noite e terminava o trabalho quando a noite já tinha caído. Sentia-me como o Drácula, a viver sempre de noite.
Além disso, os temas do dia a dia eram sempre queixas sobre a economia, política, educação, etc.. Eu sou uma pessoa muito positiva e gosto de olhar sempre para o lado bom das coisas, mesmo no pior cenário.
Naquela fase da minha carreira, queria desafiar-me novamente e tinha uma pequena voz dentro de mim a dizer-me para sair dali. Ainda não sabia bem para onde. O meu objetivo era tenter vender os meus salões e, pensava eu, iria demorar bastante tempo. Afinal, dois meses depois, tinha compradores. Comecei então a pensar para onde ir. E questionava-me: "porque não ir viver para um desses locais mágicos para onde normalmente sonho ir passar férias durante 2 ou 3 semanas por ano?" O mais importante era ir para um país com muito sol, praias lindíssimas e uma boa situação económica: Sydney era o meu destino!

Como é que conheceu a Kevin.Murphy? E como é que se tornou formador desta marca?
Um dia, estava a conduzir a minha Vespa para ir para o trabalho, em Sydney, quando passei por uma academia de cabeleireiro e vi que estava a colocar na montra uma imagem enorme de uma rapariga com um cabelo maravilhoso, numa pose bastante "fashion forward", como se fosse a capa da Vogue. Entrei na academia e pedi mais informações sobre aquela marca, que era a Kevin.Murphy. Na semana seguinte explicaram-me todo o conceito e eu fiquei fascinado.
Tinha começado a dar formações em 1996 (com longos cabelos encaracolados) e quando conheci a Kevin.Murphy estava em bocado em baixo, porque ainda não conhecia uma marca que me fizesse sentir mesmo bem e já não dava formação a 4 ou 5 anos.
Depois de conhecer a Kevin.Murphy, naquele dia, pensei: "Quero trabalhar para esta marca. Então, tive formação para ser Key Educator; depois tornei-me Gold Key Educator e assim sucessivamente, até me tornar o primeiro Style.Master Europeu, em 2012, com muito orgulho.
Recentemente, fui promovido a Session.Master e o meu trabalho mudou um pouco. No momento, estou a fazer mais apresentações em palco, semanas da moda e dou formação.

Como descreve a marca Kevin.Murphy?
É uma grande família, constituída por pessoas e não por números. Cuidamos uns dos outros e não há estrelas. Isto é assim tão simples e tão especial. Como se fossem flores preciosas que todos queremos proteger com toda a nossa energia.

Qual é a sua opinião em relação ao seu trabalho em formação? Quais são os principais desafios neste tipo de trabalho?
Adoro estar em contacto com diferentes culturas e formas de trabalhar. O maior desafio acaba por ser, por vezes, a barreira linguística, já que eu só falo duas línguas e meia.
Outro desafio, de que nem todas as pessoas se apercebem, é o ritmo constante de voar, fazer as malas, desmanchar as malas e andar sempre de um lado para o outro. É muito esgotante e precisamos de alguns dias para nos restabelecermos. Quando amamos o que fazemos, colocamos muita paixão em tudo o que realizamos e, ao fazê-lo, partilhamos toda a nossa energia com as pessoas que estão ali, à nossa frente. O grande desafio é sermos capazes de atingir o equilíbrio perfeito para recarregarmos as baterias.

Viaja pelo mundo, a ministrar formação aos cabeleireiros. Quais são as principais diferenças entre os cabeleireiros de várias partes do mundo?
Sinto que todos os países têm muito boas qualidades. Em alguns são melhores em brushings, noutros são melhores em fazer tranças, noutros em cortar cabelos. E é mais ou menos essa a única diferentes de que me apercebo. Frequentemente, quando converso com parceiros locais, ouço dizer: "Conheço cabeleireiros de todo o mundo, mas aqui são diferentes." Juro que já ouvi isso em todos os países por onde passei. Eu sou cabeleireiro e nós somos, mais ou menos, todos iguais.

Esteve em Lisboa, Portugal, recentemente, para a apresentação da marca Kevin.Murphy. Qual é a sua opinião sobre os cabeleireiros portugueses?
São muito terra-a-terra. Senti uma boa energia nesse evento, falei com muitos dos cabeleireiros que ali estavam e senti paixão e fome de aprender ao melhor nível.

Quais são os seus projetos para o futuro?
Bem, o único projeto que quero ter é ser tão feliz como sou agora. Acordar todas as manhãs, sentir que tenho uma família fabulosa e que trabalho exatamente naquilo que quero é algo muito especial e sinto-me muito sortudo.

Para finalizarmos: que conselho dá aos jovens cabeleireiros?
Têm de pensar cuidadosamente sobre a razão por que querem ser cabeleireiros; ou qualquer outro trabalho. Têm de ser motivados puramente pela paixão e não pelo desejo de fama ou por dinheiro. Não existe tal coisa na vida. Ninguém é o título que ostenta ou o carro que conduz. Precisam de acreditar que aquilo que estão a fazer é a vossa verdadeira paixão. O resto vem por acréscimo. Mas demora o seu tempo e, nos dias de hoje, o mundo gira muito rapidamente. Com um clique no telemóvel consegue-se fazer muita coisa, mas para se atingirem grandes resultados é necessário tempo e experiência. Trabalho nesta industria há 28 anos e ainda estou apenas a arranhar a superfície. Termino com o meu Karma: "Faz sempre aquilo que tens medo de fazer."

In Beauty 2019

Redes Sociais

1_active
2_active
3_active
4_active
5_active

Facebox fanbox

Próximos Eventos

18/10/19
Espanha
Madrid
26/10/19
Portugal
Lisboa (Altice Arena)
06/10/19
Reino Unido
Londres
Ver todos

Últimos Empregos

Estilos Populares

José Garcia Peluqueros – Seducción 01
José Garcia Peluqueros – Seducción 02
José Garcia Peluqueros – Seducción 03
José Garcia Peluqueros – Seducción 04
José Garcia Peluqueros – Seducción 05
José Garcia Peluqueros – Seducción 06
SLASH – Dune 01
SLASH – Dune 02
SLASH – Dune 03

Sobre o Cabelos Online

A pensar na divulgação e desenvolvimento do setor de cabeleireiro, criámos o 1º site exclusivamente dedicado à Moda Cabelos.

Trata-se de um conceito inovador que proporciona ao profissional de cabeleireiro e ao público em geral, uma constante atualização dos acontecimentos deste setor.

Assim, apresentamos-lhe uma vasta gama de opções que pretendem responder às expectativas de todos.

facebook_32 rss_32